Ciranda

O livro? O diário de Anne Frank
A página? 161; sexta linha

e disso: 'dia", pensámos, "é de mais". De nada nos serviu, pois mais uma'

saiu isso:

Sorrir,
ao lembrar dos passos,
não basta o dizer
da boca lúcida
ou até entorpecida
Palavra é algo de mais
valioso que tenho.
Palavras são doces,
ferinas e mortíferas
De nada nos serviu
o suor daquela dança
quando não pensamos
que acontecerá novamente
Pois um dia será:
mais suja e mais pura
mais lânguida e mais intensa.

7 comentários para maricota:

Fernanda Paulmann disse...

Amiga, imensas saudades!
...
Que convite vc está falando?
...
Te amo. Beijos.

Fernanda Paulmann disse...

Ahhhh... Amei o que vc escreveu! É lindo], sincero e profundo.

Chiquinha Chicória disse...

Vim ler a ciranda.

Adorei!

Saudade, moça.

Beijos.

Adrianna Coelho disse...


oi, maricotinha!

eu fiquei perdida - não sei em que página entro para ver meu convite, depois vc me fala.

de qq jeito, adorei a ciranda! :)

beijos

ManinhaChica disse...

Você precisa ver o filme "Escritores da Liberdade"!
Chorei o filme inteiro e pensei em você! Acho que choro até agora por saber que a nossa situação se passa por todos os cantos ou por saber que têm pessoas como nós que querem igualdade, só isso e muito mais, mas só isso! Ah, mana...se eu não tivesse te achado O que seria de mim, meu deus?

betina moraes disse...

PS:voltando depois do carnaval onde momo aprontou das suas,

eu digo

maricotinha, você nasceu poeta meu amor! ficou maravilhosa a sua participação na ciranda!
você criou um verso excelente!

não demore a escrever, por favor!

um beijo de grande afeto!

betina moraes disse...

MARICOTINHA...

se fica ao vento e ao tempo sem pousar aqui eu sinto que não posso te alcançar.

volte.

um beijo prece.

 
© Template Scrap Gerbera|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti